On segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Isto tem sentido para o plano perfeito de um Deus bondoso, que sabe todas, está em todos os lugares e tem todo o poder?



"Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;" Mt. 6.10

"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais." Jr. 29:11

"Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." Rm. 11.36


Como pode haver um Deus com todo o controle do universo sob sua vontade se vivemos num mundo onde a felicidade é a exceção e a desgraça é a regra? Dirão os cristãos que foram as escolhas da humanidade... Uau!

Ora, se Deus "endureceu" o coração de faraó e mudou suas escolhas para que não libertasse o povo de Israel do Egito num gesto de glorificação do poder divino (faraó queria se ver livre dos hebreus, mas Deus fazia ele mudar de ideia), por que ele não "amolece" o coração da humanidade para que viva em paz? Se interviu no arbítrio para exaltação de seu ego, por que não o faz para uma verdadeira redenção da humanidade?

Isto não faz sentido! Ainda que eu quisesse crer, não conseguiria atingir a aceitação de tal acúmulo de absurdos. Não vejo diferença entre os planos do Deus bíblico e do nazismo hitlerista: ambos idealizam um mundo perfeito de uma raça eleita ao custo da punição e morte dos que não se enquadram às premissas arbitrárias de seus sistemas sádicos!


Camisas Vero

0 comentários:

Postar um comentário

Antes de postar, conheça as "Regras", por favor.